quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

More Christmas, less gifts!

Eu aqui me confesso, sou o tipo de pessoa que tem uma folha de Excel dos presentes de Natal desde 1980 e troca o passo, vá não exageremos, mas desde 2004, é! E porquê? Porque tenho, tinha, 540 presentes para oferecer. E se por um lado gosto de fazer estas tabelas, por outro lado ajuda-me a não dar o mesmo aromatizador para a casa para a mesma pessoa pela terceira vez consecutiva e, simultaneamente, controlar os gastos. Posso contar que no ano de 2011, o pior, foi o drama, o horror, a tragédia, gastei 542,87€ em 37 prendas, sim, este valor todo! Pelo menos para mim, que não tenho filhos, é um exagero. Depois da bofetada que levei nesse Natal, ao ver os custos a acumularem-se, percebi que era tempo de mudar e a partir daí tentei sempre comprar presentes que também gostaria de receber, mas baratinhos.

A cada ano que passa, cada vez mais este consumismo de Natal me enerva, ter que comprar por obrigação, receber com um sorriso amarelo coisas que as pessoas compraram por obrigação para mim, o tempo e vida que se perde em lojas cheias de gente com o mesmo objetivo, enfim, chamem-me o que quiserem, mas não sou daquelas pessoas que só pensa em prendas e consegue ver o mágico que é desembrulhar uma surpresa. Quer dizer, já fui, mas já desembrulhei tantas que chega a um ponto que o encanto se perde e, principalmente, porque valorizo muito mais emoções, pessoas, momentos e alegrias. Ontem expressava esta opinião e ouço um "Que horror!" duma pessoa com uns 10 anos a mais do que eu e que tinha conhecido há 2 horas... perguntei-me, mais tarde, se teria perdido a criança em mim cedo demais, no meio de momentos menos bons que fui passando. Pois que é possível, talvez ela tenha ido para pastos mais verdes e profícuos, onde se possa manter assim, mas é o que sinto agora! De qualquer forma, valorizar coisas nunca foi algo que me tivesse assistido muito, portanto era uma questão de tempo até me tornar numa velha do Natal...

Chegámos a este Natal e já consegui eliminar todos os adultos da minha ListaPN, é o nome dela :p, neste momento são "só" 13 crianças/adolescentes! A verdade é que quando fui abordando o assunto com um "ando tão farta deste consumismo do Natal, já não tenho ideias para oferecer, o que achas de não trocarmos prendas?", a esmagadora maioria das pessoas respondeu "tal e qual, acho exatamente o mesmo, boa ideia!!", houve até uma que me atirou com um "podes crer, é uma seca!" lol. E também fui abordada no mesmo sentido, por isso sinto que é algo generalizado nas pessoas da minha geração, credo, geração faz-me sentir velha :(. Com isto não quero dizer que estrago o espírito ou a noite de Natal, que até é sempre em casa dos meus pais, das crianças da minha vida com um "não ligues a brinquedos e jogos, o que conta é teres paz", até porque me arrisco a ser atacada de forma letal... eles são tantos!! Não me importo nada de comprar para eles e adoro ver as suas reações a abrir os presentes e perceber como ficam felizes!

Anyway, com isto não quero dizer que não goste de receber presentes no aniversário, ok, para que fique claro, no aniversário pode ser, não há qualquer problema, sem limites, vale tudo!!

8 comentários:

  1. Ahahah, o que eu me fartei de rir com a última frase! :) eu cá vou oferecer a toda a gente mais próxima, uma lembrança baratinha que o tempo não está para gastar muito..
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ehehehe... tem que ser para contrabalançar!
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Eu devia fazer uma tabela de Excel dessas, nunca sei o que é que foi a prenda de quem. Mas nem para isso tenho paciência.
    No meu grupo de amigos mais próximos já fazemos amigo secreto há muito tempo e assim cada pessoa só se preocupa com uma prenda em vez de umas 10. (a excepção são mesmo as crianças)

    E enquanto lia este post passou na tv aquele anuncio do "Preferia Licor Beirão"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dá muito jeito, sim ;) Só tens trabalho na primeira vez...
      Também já decidimos fazer assim de há uns anos para cá, faz muito mais sentido.
      Ahah... também preferia a algumas prendas :p

      Eliminar
  3. Calha mesmo bem vires com esta conversa, porque eu ia comprar o teu Iphone 7 amanhã. Como não me vais dar nada, diz adiós ao teu ex-futuro mega smartphone =P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não te vou dar nada no Natal, mas vais ter uma bela prenda no aniversário, por isso guarda essa vontade do iPhone, que já deve ser o 8, para essa altura ;) ;) ;)

      Eliminar
  4. Eu comprei em Setembro e o resto consegui tudo em trocas, vocês nem sabem o que perdem em não aderirem às trocas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bolas, isso é que é antecipação ;)Eu nem agora tenho ideias, imagina em setembro, sem pressão alguma... Mas que é isso das trocas que falas, afinal?

      Eliminar