sexta-feira, 23 de novembro de 2012

That's it


Eu sei tão bem que é verdade, mas por vezes (muitas vezes!!) custa-me taaaaaaanto ficar calada :p. Então quando são diferenças de opinião no amorrrrr, é quando me calo menos e seria tão melhor se me controlasse mais. E por aí, acontece-vos o mesmo?


14 comentários:

  1. Uuuuiiii... nem te digo, nem te conto! ;)Eu tenho o coração na boca, sou muito transparente! E sim, no amor sempre me aconteceu isso! Mas acredita... não aprendi! ahahahah Mais vale dizermos tudo aquilo que sentimos, do que guardar para nós! Eu sou assim! Mas... também depende da pessoa que está do outro lado! Se soubermos que não vale a pena... aí sim, boca fechada! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eheheheh... há coisas que não aprendemos por mais que o tempo passe. É engraçado que em outros contextos é mais fácil controlar quando ficar calada e quando falar e tive um bom exemplo em todo o desenrolar do play-off, mas no amor, saiam da frente, viro bicho :p

      Eliminar
  2. Normalmente também não me calo, até porque costumo ter opiniões bastante válidas e os meus amigos/as apreciam os meus conselhos. Já te disse que o meu blogue se chama "alguemquemecale"? AHAHAH, beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eheheheheh, nome assenta que nem uma luva, então! Bjinhos

      Eliminar
  3. Sou um adepto dos actos em vez das palavras, mas nem sempre dá, né? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mal de nós se segurássemos sempre a onda, andávamos todos à beira da explusão :))

      Eliminar
  4. Pfffttt: Everyday, all the time!
    Uma lástima...costumam dizer que trago legendas na testa, às vezes nem preciso de falar, os meus olhos e as minhas expressões faciais, por muito que eu não queira já estão a falar por mim...mas estou muito melhor, muito mais "amestrada" com a idade, sim que isto aprende-se.

    Ah! Depois tenho outra máxima que é: Fazer, agir sempre com os outros como gostaria que agissem comigo, assim ando sempre de consciência tranquila. Quando falho, aprendi a pedir desculpa, mas não só, também a emendar, corrigir o comportamento.


    Jinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Suri, tenho vindo a aprender que por mais que a outra pessoa até nem mereça nada de bom de nós, se nos mantivermos em sintonia com os nossos princípios, sentimo-nos muito melhor. Nesta história do play-off tenho agido racionalmente e de acordo com o que acho mais correcto, tentando não entrar em ruptura com eles, mesmo que não seja o que eles merecem, e sinto-me muito mais serena, mais contente comigo e sem mais desgastes desnecessários. Saio, mas saio de cabeça de erguida. Neste caso esta máxima do post assenta que nem uma luva. Beijinhoooooos

      Eliminar
  5. Eu desde pequenino que fui abençoado ou amaldiçoado com o dom de falar (depende de quem me oiça). Não é que eu fale muito bem, como essas pessoas que calam multidões, eu falo é MUITO. Tenho uma tendência um tanto ou quanto forte por dizer o que penso, por expressar a minha opinião (ainda que saiba escutar a opinião dos outros).
    Claro que isto tem consequências nefastas na minha vida, pois nem todos gostam de ouvir o que eu tenho a dizer. Às vezes penso que o melhor que poderia fazer era estar calado e assentir com a cabeça, mas isso não seria cinismo?
    Enfim, lá estou eu feito tagarela outra vez :P
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dos mais frequentes problemas de quem fala muito é o não saber ouvir, não é o teu caso, estás perdoado :p. Umas das coisas que aprendi é que há pessoas que nem a nossa sinceridade merecem, não valem a pena. Nestes casos um "ah pois" é mais que suficiente ;) Para as pessoas importantes sou adepta da sinceridade mas não à bruta, embora ache que há casos que só à bruta conseguimos passar a mensagem. Pronto, vês, também já estou a tagarelar, isto é um assunto que dá pano para mangas. Vem cá tagarelar sempre :)) Beijinhos

      Eliminar
  6. Agir mais e falar menos, deve ser o lema! :)

    bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes não se segura a onda e a explosão dá-se :p, mas com o esse lema em mente e tentar aplicá-lo sempre que possível.

      Bom fim de semana :)))

      Eliminar
  7. Eh pá, alguém me escreveu isso no blogue agora não sei quem foi.
    Em relação à pergunta, eu nunca me calo é mais forte do que eu e também não acho piada ser alguém pela frente e outra pessoa por trás não tenho estômago.

    beijinhos e boa semana.

    PS: E também não me dou com pessoas assim, dá-me uma certa azia, por isso e ninguém nos vê ou ouve, "adoro-te", :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também escrevi num blogue mas não foi no teu. Igualzinha, não tenho estômago para essas coisas, mas às vezes é uma questão de não valorizar coisas que até nem têm importância.

      Uma beijoka enooooorme para ti!!

      Eliminar