quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Run to you

Tanta, mas tanta baba e ranho que chorei nos meus anos de liceu a ouvir esta música desta VOZ maravilhosa, fabulosa, inigualável, brilhante, arrepiante. 



E a minha preferida que me faz sempre arrepiar


Tenho tanta pena que tudo tenha acabado assim... :'((

12 comentários:

  1. É triste ver tanto talento a acabar da mesma forma. Será que as pessoas nao têm consciencia de como prolongar o seu prazo de validade e nao o contrario? (que é o que normalmente estes talentosos artistas fazem com as drogas e afins)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, parece-me que não se sabem proteger das pressões da fama e depois viram-se para as drogas e perdem-se assim pessoas com tanto talento

      Eliminar
  2. Bom dia boneca:)
    Chorei, choro e chorarei, chorona convicta portanto. Há vozes abençoadas por Deus, esta era uma delas.

    Jinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Suri, disseste tudo, era uma voz abençoada por Deus, um talento imenso que se foi duma forma triste. Beijinhos

      Eliminar
  3. Chorei muito a ouvir o "The Greatest Love of All"... É SIMPLESMENTE MARAVILHOSA!!!!!!!!!!!!!!! Foi uma grande perda, mas deixou um belo legado! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já a "cantei" (entre aspas porque o que faço não se pode chamar cantar :p) centenas de vezes... é inspiradora. Sim, ao menos isso, teremos o legado dela para sempre. ***

      Eliminar
  4. Greatest love of all e a Moment in time são para mim como hinos; norteia-me em tempo de incertezas.
    Curiosamente uma e outra música estavam no top quando eu estava grávida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Linda, linda, linda também a Moment in time, linda! ;)

      Eliminar
  5. Gostava tanto de saber cantar...adoro o facto de algumas pessoas se poderem expressar através da música. No meu caso gostaria que fosse a cantar. Quantas vezes me emocionei através das palavras de artistas. A Withney Houston foi uma delas, no filme em que participou (Body Guard)levou-me às lágrimas naquelas actuações ao vivo. Aquele vozeirão, nem parece fisicamente possível. Pena que também ela tenha sucumbindo ao que de pior traz o meio artístico.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu muitas vezes digo que adorava saber cantar só para poder cantar estas músicas e passar às pessoas o que elas me passam a mim. Tinha um voz sem igual, é muito triste, mesmo:(

      Eliminar
  6. Venho retribuir a tua visita e em vez de começar pelo teu mais recente post, começo por aqui pois penso que não haverá ninguém que não se curve perante esta voz, quer se goste ou não do estilo de música dela, a força da sua voz era imparável. Aproveito para dizer que no dia 8 de Dezembro, pelas 21h30m, vai haver uma homenagem à Whitney Houston, no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz (mais conhecido pelo CAE), pelo grupo Harlem Gospel Choir. Quem estiver por perto e quiser ou puder aproveitar...
    Bjs
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela era maravilhosa... esse deve ser um espectáculo fantástico!!

      Eliminar