terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Cães perigosos, mas porquê?!

Os cães destas raças chamam-se perigosos por alguma razão. E não venham os donos defender que eles até são meiguinhos, não os podem é picar... POR FAVOR!!!!! As crianças lá sabem se estão a ter comportamentos que podem provocar alguma reacção nos cães?!

São perigosos e a lei devia proteger-nos deles já que há pessoas que continuam a querer ter cães destas raças quando poderiam ter de qualquer outra que não fosse PERIGOSA!

E, hoje, perdeu-se a vida de um menino de 18 meses porque alguém da própria família quis, apeteceu-lhe ter um cão destes. Não entendo, nem nunca vou entender, como se pode fazer esta opção quando existe um risco, mesmo que seja mínimo, do cão se passar e matar um ser humano. 


25 comentários:

  1. O cão já lá vivia há 9 anos e nunca tinha tido uma reacção destas. Reacção que qualquer cão pode ter se se sentir de alguma forma ameaçado. A questão é que os outros atacam e ferem,estes devido à força e à mandíbula podem matar.Aliás está provado,que os Caniches têm muito mais ímpeto de atacar que esses ditos perigosos,só não têm é a força dos outros.Por duas vezes fui mordida por um caniche demoníaco que se atracou aos meus dedos...ainda hoje me recordo!
    A dor que aqueles pais devem estar a sentir e o sofrimento do pequenino....nem quero pensar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade que qualquer cão ou animal pode ser um risco, mas estes parece-me que têm um risco acrescido, é que acontece com tanta frequência e uma só vez já é demais. Nem consigo imaginar, acho que nem há palavras para o que eles devem estar a sentir... :(

      Eliminar
  2. Eu nem sei muito bem o que pensar deste caso: o cão pelos vistos estava lá em casa há bastante tempo sem nunca ter acontecido nada. Não sei se fizeram alguma coisa para atiçar o cão ou se, simplesmente, o cão se passou e atacou, do nada, a criança. Mas sem sombra de dúvida que a criança é a grande vítima neste caso.
    Mas creio que não deviam ser (pelo menos só) os cães a serem punidos, como este que vai ser abatido. Os donos destes cães também o deveriam ser punidos. Não sei se foi o caso, mas muitas vezes são os donos que os treinam para ser maus e agressivos. O cão agride alguém, e é abatido. E o que acontece aos donos?
    Concluindo, concordo contigo: devia haver legislação não só no sentido de restringir a adopção/compra destes animais, mas também para que houvesse castigos não só para os animais mas também para os seus donos em casos de ataque.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É delicado porque aconteceu uma tragédia quando ninguém quis que acontecesse, ainda por cima é um cão de familiares o que torna tudo ainda mais horrível, mas há um risco acrescido em ter estes animais dentro de casa ou por aí à solta. Acho que já sofreram pessoas demais para que nada se mude na legislação.

      Eliminar
  3. Assino por baixo!!!
    Continuam-se a arranjar todas as desculpas e mais algumas para defender os animais e esquecem-se de que os bebés e as crianças são seres humanos inocentes que precisam de protecção de todos os perigos da sociedade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os riscos estão por todo lado mas este seria um que se poderia eliminar.

      Eliminar
  4. Amiga até digo mais, devia de ser proibido estarem dentro de casa, o menino tropeçou no cão por estar às escuras e o cão assustou-se e atacou.
    Todos os cães são potencialmente perigosos, só os donos é que não pensam assim.
    Irrita-me quando me dizem, "não tenha medo que não morde"
    Vê-se!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto de cães mas não tenho absoluta confiança, acredito que haja pessoas com outras experiências que pensem de outra forma, mas eu não consigo ter (e nunca fui mordida), por mais que os donos garantam que sim. Até as pessoas se passam quanto mais os cães, então estes...

      Eliminar
  5. A culpa não é do cão, este limitou-se a reagir quando "alguma coisa" lhe caiu em cima, qualquer um de qualquer raça reagiria da mesma forma. A culpa é única e exclusivamente dos adultos que primeiro colocaram um cão dentro de casa e depois permitiram que este ficasse sózinho com um bebé que não tem noção dos perigos daquilo que faz, juntos.
    Quer dizer a criança morreu, o bichinho mata-se...o problema fica por resolver, sociedade de gente inteligente que nós temos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma situação muito complicada e trágica, mas se são perigosos não deviam estar à disposição do público em geral. Além de terem um risco acrescido nunca se sabe o nível de irresponsabilidade dos donos. Tenho uma conhecida que tem um e conheço bem os argumentos mas nunca me convenceu e embora ela até tenha bastante cuidado se algum dia acontece alguma coisa aos filhos dela ou de outros, como é que vai ser?! Mais vale não ter.

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Isso não, não consigo culpar os pais numa situação que já deve ser terrível. O cão nem era deles embora o dono, um familiar, morasse na mesma casa. Não devia era ser permitido tê-los e pronto!

      Eliminar
  7. Respostas
    1. É chocante mesmo! Deviam mudar as leis para que isto não voltasse a acontecer.

      Eliminar
  8. Concordo plenamente contigo. E concordo com o desbocado também. Se tivesse um bebé, nunca deixaria um cão desses viver na minha casa. Ponto final.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por opção minha também não, nunca, mas não conheço as circunstâncias destes pais. Esperemos que alguma coisa mude

      Eliminar
  9. Isto mete medo! Mesmo! Mas a verdade é só uma: qualquer animal reagiria daquela forma perante a situação. A minha mãe hoje falou comigo sobre esse assunto e contou uma história de quando eu era pequenina. Íamos na rua e eu pisei o rabo de um cão que estava a dormir. De imediato o cão saltou-me para cima e mordeu-me nas costas com tamanha brutalidade que a minha mãe viu-se aflita para o arrancar de cima de mim. Ainda hoje tenho uma marquinha, segundo dizem. Mas felizmente não passou de um grande susto que podia ter corrido muito mal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aiiii, imagino a aflição da tua Mãe. E sim qualquer cão poderia ter uma reacção destas mas os perigosos têm um extra que tornam tudo mais preocupante. Sinceramente quando vejo cães que passam o dia ao pé de bebés não acho muito seguro, mas se os pais acham, quem sou eu...

      Eliminar
  10. Não entendes e eu também não e possivelmente é uma pergunta sem resposta.
    Concordo inteiramente com aquilo que tu disseste e com a opinião da Litle Star.

    beijinhos e boa semana.

    PS: É bom estares de volta, respondo-te ao e-mail ainda esta semana com calma, :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinto muito pelos pais também, que agora devem pensar muitos "e se", deve ser terrível, nem consigo imaginar.

      Beijinhos

      Eliminar
  11. Cães perigosos dentro de casa devia mesmo de ser proibido.

    ResponderEliminar
  12. O cão reagiu a algo que lhe caiu em cima... teve uma má atitude, é certo, mas não consigo culpá-lo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez outro animal reagisse igual, mas com estes acho que o resultado pode ser (neste caso, foi mesmo) pior, daí não entender como se têm assim os cães

      Eliminar
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar